Artigos

A importância do Mapa de Risco para a segurança dos trabalhadores

Saúde Empresarial

Obrigatório por lei, para todos os estabelecimentos, o mapa de risco empresarial é uma importante ferramenta para a prevenção de acidentes. Por meio desse recurso, funcionários e demais pessoas que transitam por determinados locais têm acesso a quais perigos estão sujeitas. Podendo, então, tomar as precauções necessárias para evitar danos a saúde.

O que é mapa de risco?

Trata-se de uma representação gráfica, em planta baixa, do layout de todos os ambientes de uma empresa, indicando os tipos e grau de risco que cada local oferece ao trabalhador. Para fazer essa indicação, o mapa de risco empresarial é ilustrado por meio de círculos e cores.

O tamanho do círculo representa o grau de risco, que varia em três intensidades:

  • Pequeno;
  • Médio;
  • Grande.

Já a cor da figura indica a natureza do risco, que pode ser:

  • Verde: riscos físicos — ruído, vibração, temperatura elevada, radiação, frio, pressão e umidade;
  • Vermelho: riscos químicos — poeira, gás, fumos, névoas, substâncias químicas em geral;
  • Marrom: riscos biológicos — vírus, bactérias, fungos e demais micro-organismos;
  • Amarelo: riscos ergonômicos — postura, esforço e repetição de tarefas;
  • Azul: riscos de acidentes — incêndio, explosão, choque, quedas, fraturas, etc.

Para que serve um mapa de risco?

A função primordial do mapa de risco empresarial é conscientizar e informar os funcionários, de forma visual e didática, sobre os perigos existentes em cada local de trabalho. Dessa forma, eles estarão preparados para desempenhar as tarefas com o máximo de cautela e precaução possível.

Além de uma ferramenta normativa e de instrução, o mapa também serve para minimizar acidentes e proteger a saúde e o bem-estar de todas as pessoas, por meio de informações levantadas preliminarmente sobre os perigos que determinados espaços concentram.

Como elaborar um mapa de risco?

Segundo a Norma Regulamentadora 5 (NR 5), compete à Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) a tarefa de elaborar o mapa de risco da empresa. Para tanto, adota-se o modelo estabelecido pelo Ministério do Trabalho, conforme explicado neste post.

Antes de criar o layout do mapa, é importante realizar um levantamento minucioso de cada área da empresa. A fim de detectar os riscos e o grau de perigo que eles oferecem. Depois, essas informações são representadas por meio das figuras e cores estipuladas.

O mapa de risco empresarial deve possuir legenda que facilite o entendimento, assim como ser fixado em cada departamento, em local visível. As empresas que não cumprirem com todas as regras, estão passiveis de multas aplicadas pelos auditores-fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego.

Corporações que não possuem uma CIPA estruturada, ou, então, precisam de auxílio nessa tarefa devem procurar serviços especializados. Referência no mercado, com mais de 24 anos de experiência, o Imtep conta com uma equipe especializada, composta por engenheiros e técnicos de segurança do trabalho, aptos para a elaboração de mapas de riscos empresarial.