Artigos

O que você precisa saber sobre segurança no trabalho

Saúde Empresarial

Uma das responsabilidades do empregador é assegurar um ambiente de trabalho saudável aos funcionários. Assim, a Segurança no Trabalho consiste em um conjunto de medidas que devem ser adotadas para minimizar acidentes, doenças e proteger os colaboradores.

Para tanto, a Segurança no Trabalho engloba um conhecimento multidisciplinar, em áreas como medicina, higiene, psicologia, ergonomia, gestão, física, química, biologia, engenharias, etc.

Legislação vigente

O Brasil é o quarto país no mundo com mais casos de acidentes de trabalho, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Como medida protetiva, o Ministério do Trabalho é responsável por fiscalizar, regulamentar e aplicar sanções relacionadas a Saúde e Segurança no Trabalho (SST).

As principais regras e legislações relacionadas a SST estão previstas na própria Constituição, no capítulo V da CLT, mais precisamente dos artigos 154 ao 223, e nas 36 Normas Regulamentadoras que tratam de casos específicos.

Além desses dispositivos, há as convenções estipuladas pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), um braço das Organizações das Nações Unidas (ONU) que trata precisamente das condições de vida dos trabalhadores. No Brasil, há cerca de 26 convenções da OIT ratificadas que falam sobre SST.

O que é considerado acidente de trabalho

O artigo 19 da Lei nº 8.213/91 define acidente de trabalho como aquele “que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa ou pelo exercício do trabalho dos segurados, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho”.

Exemplos de acidentes de trabalho:

  • Doenças ocupacionais causadas pelo exercício de determinada atividade;
  • Agressão;
  • Ofensa física e/ou moral;
  • Ato de imprudência, de negligência ou de imperícia de funcionários ou terceiros;
  • Desabamento, explosão, inundação, incêndio, choques, etc.
  • Acidentes que ocorram durante prestação de serviço, mesmo que fora do local e horário de trabalho.

Importância de investir em Segurança no Trabalho

Mesmo com toda a legislação e fiscalização vigente, o número de acidentes e mortes trabalhistas são preocupantes. Segundo o Observatório Digital de Saúde e Segurança no Trabalho, mantido pelo MT e OIT, de 2012 até este ano mais de 15 mil pessoas perderam a vida em acidentes. Quanto a sinistralidade, no mesmo período, foram emitidas mais de 4 milhões de CAT’s.

De acordo com o Observatório:

  • Foram gastos mais de R$ 28 bilhões com benefícios acidentários;
  • Mais de 306 milhões de dias trabalhados foram perdidos por causa de acidentes;
  • No Brasil, acontece um acidente de trabalho a cada 48 segundos e uma morte em acidente a cada 3 horas e 40 minutos.

A importância dos profissionais especializados em Segurança do Trabalho

Seguir corretamente as Normas Regulamentadores é um dos caminhos para reduzir esse preocupante cenário. Para isso, as empresas precisam contar com o trabalho de pessoas capacitadas em Saúde e Segurança no Trabalho, a fim de monitorar os riscos, conduzir melhorias e orientar todos os trabalhadores.

Nesse campo, é importante buscar auxílio de empresas com credibilidade e conhecimento multidisciplinar para treinar os profissionais da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), brigadistas e demais responsáveis pela Segurança no Trabalho.

Referência no mercado, o Imtep oferece treinamentos, orientação e cursos de capacitação para profissionais interessados em melhorar o clima organizacional e proteger a vida dos seus trabalhadores por meio da Segurança no Trabalho. Contando com equipe multidisciplinar e soluções personalizadas, o foco do Imtep está em resultados.

Deixe a segurança dos seus funcionários na mão de quem é especialista no assunto! São mais de 24 anos de experiência no mercado de saúde e segurança empresarial!