Artigos

10 motivos para parar de fumar

Saúde Empresarial

Segundo pesquisas, cerca de 156 mil brasileiros morrem, por ano, por causa do cigarro. Apesar de o número de quem tentou parar de fumar ter aumentado nos últimos anos, o Ministério da Saúde informa que 10% da população ainda tem o hábito de fumar.

Esse percentual coloca o Brasil na oitava colocação dos países com maior número de fumantes, conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). O tabaco é o principal causador de câncer e também um dos fatores de risco para o surgimento de diversas outras doenças crônicas.

Abdicar do fumo é uma escolha saudável e fundamental para melhorar a qualidade de vida. Entretanto, a nicotina, substância presente no cigarro, causa dependência. Isso dificulta o processo de largar o cigarro, mas, com persistência e apoio, é perfeitamente possível parar de fumar.

Confira, a seguir, 10 motivos para você parar de fumar e também algumas dicas práticas para consolidar essa escolha!

1 — Conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o cigarro foi responsável por causar 478 mil infartos e 378 mil doenças pulmonares;

2 — O fumo é o causador de 90% das mortes por câncer de pulmão (dos outros 10%, 1/3 é de fumantes passivos)

3 — 30% de todos os outros tipos de câncer são causados pelo cigarro;

4 — O fumo é responsável por 80% dos casos de doença pulmonar obstrutiva crônica (enfisema pulmonar ou bronquite crônica);

5 — 25% das doenças cardiovasculares têm como causador o cigarro e 30% dos óbitos dessas doenças são em decorrência do cigarro;

6 — Resquícios do cigarro ficam grudados nas mucosas bucais e nos dentes, causando mau hálito e aumentando a proliferação de bactérias, que podem infectar a boca e, até mesmo, apodrecer os dentes;

7 — Pode causar impotência sexual e infertilidade;

8 — Compromete a visão e aumenta a probabilidade de desenvolver doenças como catarata, glaucoma, doenças de Graves e degeneração macular;

9 — Fumar ajuda no envelhecimento precoce, por causa das toxinas que afetam o desenvolvimento celular e danifica os tecidos do corpo;

10 — Fumar é a causa de 45% das mortes por infarto agudo do miocárdio, em pessoas com menos de 65 anos.

Dicas para parar de fumar

  • Acredite que você é capaz de superar esse vício e use isso para se motivar durante essa etapa;
  • Anote os motivos pelos quais você quer parar de fumar (melhorar a saúde, servir de exemplo para os filhos, cuidar da saúde dos familiares, etc.);
  • Peça ajuda para amigos e familiares, eles serão fundamentais para dar apoio e conversar durante os dias de mais dificuldade;
  • Diminua, gradualmente e com metas, o consumo de cigarros. Por exemplo: Fumar 30% menos cigarros na próxima semana, 40% na outra, 50% na terceira semana…
  • Caso a dica anterior não funcione, estabeleça uma data e pare de fumar de uma vez;
  • Crie mecanismos para aliviar a tensão e a ansiedade pela falta do cigarro;
  • Cuide da alimentação e beba bastante água, isso ajuda a eliminar o excesso de toxinas do cigarro que ficam no corpo;
  • Faça atividades físicas regularmente, o exercício ajuda no alívio do estresse e a recuperar a saúde debilitada pelo fumo;
  • Participe de programas de ajuda ao tabagista.

Incentive seus funcionários a parar de fumar

Além dos riscos a saúde, o cigarro afeta diretamente e indiretamente as empresas. Tanto elevando os custos de planos de saúde, por causa do maior índice de doenças em fumantes, como prejudicando a produtividade, os fumantes perdem mais tempo de trabalho do que os não fumantes.

Anualmente, segundo o Inca, o cigarro gera prejuízo financeiro de R$ 56,9 bilhões, por cauda de tratamentos das doenças e morte prematura. Quanto a produtividade, fumantes faltam em média 10 dias a mais do que os não fumantes e desperdiçam 10% da jornada de trabalho com pausas para o cigarro.

Incentivar e dar auxilio para os trabalhadores que querem parar de fumar é uma forma da companhia melhorar o relacionamento e demonstrar que se preocupa com a saúde das pessoas. Consequentemente, melhora-se os índices de produtividade e de saúde ocupacional.

Cuide da saúde e segurança de seus colaboradores! Fale com nossos especialistas.