Artigos

O papel do RH na Saúde Ocupacional

Saúde

A saúde ocupacional é um ramo da medicina dentro das empresas voltado a prevenção de doenças e acidentes de trabalho, promoção do bem-estar físico e mental e seguridade das normas e leis do Ministério do Trabalho, com foco no trabalhador.

O departamento de recursos humanos, como núcleo estratégico dentro das organizações, está diretamente ligado a saúde ocupacional. Sendo o RH, na maioria das vezes, o responsável pelo cumprimento na NR 7 – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO).

Benefícios da Saúde Ocupacional

Por que zelar por isso? Além de ser uma obrigatoriedade, do ponto de vista gerencial, colaboradores saudáveis são mais engajados, motivados e produtivos.

Eles também faltam menos, consomem uma quantidade menor de recursos com despesas médicas e assistenciais e ajudam a baixar o índice de sinistralidade dos planos de saúde, o que contribui para mensalidades e reajustes menores.

Dicas para o RH melhorar a saúde ocupacional

  • Conscientize, por meio de dados e fatos, as lideranças e direção da empresa da importância de investir na saúde ocupacional;
  • Conheça as principais necessidades da empresa e dos colaboradores. Possui muitos pacientes crônicos ou tabagistas? O seu ambiente de trabalho possui riscos físicos, químicos ou biológicos? As despesas médicas estão muito altas?
  • Busque engajar todos os setores e pessoas. Os resultados são mais expressivos quando toda a companhia atua junta;
  • Certifique-se de que todos os funcionários sejam impactados pelas ações propostas;
  • Defina metas e estabeleça prioridades. Um exemplo seria reduzir o índice de sinistralidade da empresa por meio do incentivo a prevenção;
  • Incentive as boas ações entre as pessoas e crie canais para compartilhar os resultados.

RH e Saúde Ocupacional

Para que o RH consiga obter os benefícios citados por meio da saúde ocupacional, deve-se buscar iniciativas e parcerias para estimular uma cultura de cuidado e prevenção dentro da companhia.

Isso inclui o cumprimento de algumas obrigatoriedades, como se atentar para a ergonomia do espaço de trabalho, uso de EPI, instauração da CIPA e brigada de incêndio, etc.

Assim como ações diferenciadas como palestras de prevenção às doenças, programas específicos para tratar vícios, treinamentos para colaboradores e gerências, sistemas inovadores de gestão de saúde, entre outros.

Converse agora mesmo com um de nossos especialistas e veja como podemos ajudar a sua empresa a obter mais resultados por meio da saúde ocupacional!