O que é gestão populacional em uma empresa?

O que é gestão populacional em uma empresa

Uma empresa que investe na promoção do bem-estar das pessoas, além de pensar na competitividade do negócio, se destaca no mercado. Alinhada a isso, a gestão populacional traz uma maneira mais eficaz, lucrativa e inovadora de promover a qualidade de vida dos colaboradores.

A saúde dos funcionários sempre esteve em pauta para corporações que entendem que dedicar recursos e tempo para isso é um investimento. Contudo, o aumento das despesas com assistência médica e o agravamento das doenças ocupacionais fazem os gestores buscarem alternativas mais sustentáveis.

 

Porque é importante

Para se ter uma ideia, os planos de saúde, hoje, representam a segunda maior despesa para as corporações. Investimento que seria justificável se, na prática, as doenças ocupacionais estivessem diminuindo. Contudo, a falta de campanhas voltadas a prevenção, faz com que os valores sejam destinados, apenas, a custear tratamentos e exames.

Dessa forma, a Gestão de Saúde Populacional é uma abordagem diferenciada, na qual se entende que as pessoas são indivíduos inseridos em um contexto — geográfico, social, familiar e ambiental — que afeta direta e indiretamente a saúde deles.

Promover a saúde vai além de somente oferecer meios de tratar as doenças, mas inclui formas de prevenir a incidência dessas patologias, considerando todos os fatores que possam estar relacionados.

 

Vantagens de se investir

Do ponto de vista empresarial, essa ferramenta propõem pensar nos familiares dos funcionários, assim como a comunidade e o ambiente que estão inseridos. Quanto esses tópicos são levados em consideração, as ações de promoção à saúde são mais eficazes e direcionadas. Em contrapartida, os colaboradores se sentem mais valorizados e motivados.

 

Exemplos de ações populacionais para as empresas:

  • Acompanhamento de gestação, para funcionárias e cônjuges;
  • Plano de Saúde para dependentes;
  • Programas de saúde infantil;
  • Cuidados com idosos;
  • Informativos de higiene, alimentação, prevenção e cuidados com a saúde;
  • Combate a vícios;
  • Tratamento psicológico;
  • Medicina familiar.

Para as empresas, além de considerável redução com as despesas de tratamento, há ganho de produtividade, redução nas taxas de absenteísmo, retenção de talentos e melhora do clima organizacional entre todos os departamentos.

De acordo com a Aliança para a Saúde Populacional (Asap), manter bons hábitos de vida é responsável por 50% das condições físicas das pessoas, e outros 20% estão relacionados ao ambiente. Por isso, uma abordagem que começa na prevenção das doenças é uma vertente que impacta positivamente na saúde das pessoas.