Artigos

8 benefícios de parar de fumar

Dicas de gestão

No dia 29 de agosto, é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Fumo. A data, voltada à conscientização da sociedade sobre os prejuízos causados pelo tabagismo e os benefícios de parar de fumar, também recai sobre o mundo corporativo.

Porém, muitas ações estão voltadas apenas em apresentar os malefícios do cigarro, o que, na maior parte das vezes, não causa efeito. O principal motivador nesse processo deve ser o dos resultados de quem deixa de fumar.

8 Benefícios de parar de fumar:

– Após um dia sem fumar, os pulmões já passam a funcionar melhor;

– No segundo dia, o olfato e o paladar estão mais aguçados, percebendo melhor os cheiros e o sabor da comida;

– Em três semanas, a respiração e a circulação melhoram, a pessoa tem mais folego para realizar atividades físicas.

– Pele e cabelos também ficam com aspecto mais saudável;

– O hálito melhora e os dentes ficam mais brancos;

– Dedos e unhas perdem o tom amarelado;

– O humor melhora;

– Menos desperdício de dinheiro.

É fato que o caminho para quem decide parar de fumar não é fácil e, muitas vezes, é trilhado de recaídas, mas ter um suporte nesse momento faz toda diferença.

Nesse sentido, a empresa tem um papel crucial para auxiliar os funcionários fumantes a mudarem de rotina e apoiar aqueles que querem mudar esse hábito. A primeira ação a ser feita é adotar meios para educar e conscientizar a população fumante, seja por meio de palestras e materiais educativos.

Entretanto, o mote dessas ações não pode estar voltado apenas em apontar os riscos do tabagismo. A ideia tem que estar focada no incentivo de uma vida mais saudável, já que muitos programas elaborados pelas empresas acabam fracassando por não ter adesão ou engajamento. Isso porquê, na maioria dos casos, o programa está tão centralizado nas causas ruins do cigarro que acaba afastando a população fumante, ao invés de aproximá-la.

Suporte profissional

Para ter sucesso, é preciso ter suporte de profissionais de saúde e de psicólogos que vão auxiliar tanto nas fases de tomada de decisão, quanto nas possíveis recaídas. O melhor caminho é o da empatia e não o da repreensão.

De acordo com dados da última edição da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), do Ministério da Saúde, a quantidade de brasileiros que fumam diminuiu 40%. Ou seja, passando de 15,6% da população, em 2006, para 9,3% em 2018.

No entanto, ainda é preciso avançar na conscientização e mostrar que é possível superar o desafio de parar de fumar. Esse tem sido o foco do Programa de Auxílio ao Tabagista (PAT) desenvolvido pela Implus Care. Com uma equipe especializada, que realizam palestras e ações preventivas, o programa consegue gerenciar resultados e melhorar as condições de saúde dos colaboradores.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro desse e de outros assuntos.