Blog

Cinco cuidados para retornar as atividades em segurança

Saúde

Atualizado em: 25 de maio de 2020

Retornar as atividades em segurança, após o período de quarentena, exige cuidados por parte das empresas. É preciso que o retorno seja baseado nas orientações repassadas pelos órgãos de saúde, já que o estágio de contaminação por COVID-19 ainda é crescente.

Cinco cuidados para retornar as atividades em segurança

Monitoramento

A primeira medida é estabelecer um protocolo de monitoramento. Como os colaboradores estarão em contato com outras pessoas, é necessário que o monitoramento de sintomas seja constante, inclusive dos familiares.

Esse monitoramento inclui desde a avaliação das condições físicas por profissionais de saúde e mecanismos de inteligência artificial, até barreiras de contingenciamento na entrada da empresa. Nesse caso, pode ser realizada a aferição de temperatura e aplicação de testes rápidos para detectar a presença do vírus.

Ferramentas online de saúde

Sendo assim, disponibilizar plataforma para consultas online também é importante, já que por meio desses canais o funcionário pode tirar dúvidas e receber orientação sem precisar sair de casa.

Isso evita a exposição e o contágio de outras pessoas durante o deslocamento. Além disso, caso o diagnóstico de coronavírus seja confirmado, é possível estabelecer comunicação direta com a empresa para dar sequência no protocolo de afastamento ou de trabalho remoto do funcionário.

Comunicação

A comunicação eficiente é essencial para orientar os funcionários sobre os cuidados que precisam tomar com relação à doença. Nesse caso, é preciso incentivar a adoção de hábitos como higienizar sempre as mãos, usar máscara de proteção, manter etiqueta de higiene ao espirrar e tossir, não compartilhar objetos, entre outros.
Além disso, também é importante que a equipe seja informada sobre as medidas de precaução que a empresa adotou e ainda manter canais aberto para o diálogo com gestores.

Limpeza do ambiente

Diante do risco de novo pico de contaminação, é preciso estabelecer uma rotina rígida de limpeza do local de trabalho. Na entrada, é indicado que os funcionários façam a desinfecção dos sapatos. Inclusive, eles também devem ser orientados a higienizar constantemente as estações durante o dia de trabalho.

Assim como, locais como banheiros, cozinha e copa devem ter uma limpeza regular. Desta forma, não devem ser compartilhados objetos, sendo necessário substituir toalhas de tecido, panos de copa, talheres, copos e xícaras por produtos descartáveis.

Protocolo de afastamento

É importante reforçar que, caso um colaborador apresente algum sintoma, ele deve fazer a comunicação imediata à empresa e proceder com um atendimento clínico. Desta forma, é interessante designar responsáveis na empresa para esses direcionamentos.

Entretanto, caso o diagnóstico seja confirmado, o funcionário deve ser afastado das atividades e os outros colaboradores que tiveram contato com ele devem ser monitorados e, se possível, submetidos ao teste de detecção do vírus.

Acompanhe também:

Retomada de atividades presenciais pós-COVID 19 exige protocolo de cuidados