Blog

Reduzir o custo do plano de saúde – 4 ações para implementar na sua empresa

Saúde

Atualizado em: 2 de julho de 2020

Reduzir o custo do plano de saúde e controlar a sinistralidade sempre foi um desafio para as empresas. O plano de saúde é considerando a segunda maior despesa, ficando atrás apenas da folha de pagamento. Isso acontece por alguns motivos, um deles é o aumento anual da inflação médica, que é maior do que em outros serviços.

Neste ano, a tendência é que esse gasto seja ainda maior, já que houve um aumento com despesas assistenciais devido à pandemia do novo coronavírus. Por isso, é importante buscar soluções que ajudem a reduzir o custo do plano de saúde e que garantam a qualidade do serviço aos funcionários.

Gestão da saúde

A gestão da saúde tem papel fundamental no controle de gastos com o plano de saúde. Mas para isso, é preciso realizar um trabalho intenso e constante de análise populacional. Desta forma, será possível verificar como os funcionários utilizam o benefício e o histórico de saúde deles.

Para fazer esse diagnóstico nas contas médicas, a consultoria de uma corretora de benefícios é imprescindível. O trabalho da corretora será focado em analisar a maneira mais eficaz de administrar a conta a operadora, indicando quais questões devem ser melhoradas, alteradas e/ou priorizadas.

Negociação eficaz com a operadora

Negociar a renovação do contrato com a operadora exige experiência e conhecimento técnico. Nesse sentido, o trabalho da corretora também será de extrema importância, já que vai apresentar cenários e projeções a longo prazo

Além disso, no caso da decisão pela troca do contrato, a corretora ajudará a buscar serviços que atendam às necessidades da área de recursos humanos e que estejam mais alinhados às expectativas da empresa.

Programas de prevenção

De nada adianta ter informações de qualidade, se a empresa não sabe como utilizá-las. A ideia de conhecer melhor o perfil dos funcionários, é para que se possa estabelecer ações que contribuam com a saúde e a qualidade de vida.

Sendo assim, é importante estabelecer programas de prevenção direcionados a públicos específicos como os de saúde mental, para gestantes e doentes crônicos, por exemplo. Isso vai fazer com que os funcionários exerçam um papel mais proativo sobre a própria a saúde.

Além disso, incentivar a prevenção e o cuidado contínuo traz mudanças comportamentais significativas, o que também vai refletir na maneira como o plano de saúde é utilizado.

Conscientização de colaboradores

Outro motivo para o aumento da sinistralidade e dos custos é a utilização inadequada do plano de saúde. Em muitos casos, os usuários repetem exames que ainda estão vigentes ou realizam consultas com diversos especialistas para tratar o mesmo problema. Sem mencionar, o agravamento de problemas crônicos pela falta de acompanhamento de rotina e exames periódicos.

Isso demonstra que é preciso conscientizar os colaboradores sobre a importância do protagonismo na própria saúde. O uso responsável do benefício também merece atenção por parte dos funcionários, já que contribui para evitar a troca de plano e até mesmo o aumento da coparticipação.

Acompanhe também:

Atenção Primária à Saúde – qual a importância na pandemia

A saúde ocupacional em tempos de pandemia