Blog

Exame ocupacional durante a pandemia

Sem categoria

Atualizado em: 3 de setembro de 2020

O exame ocupacional é uma importante ferramenta para fazer o acompanhamento da saúde dos colaboradores. Com a pandemia do novo coronavírus, esse canal se tornou ainda mais imprescindível para a promoção da saúde.

Dentro do desafio da pandemia, o processo de realização do exame ocupacional também precisou se adaptar ao atendimento digital. O Imtep foi pioneiro nessa solução e realizou a primeira teleconsulta ocupacional do Brasil.

Isso permitiu que as empresas conseguissem dar seguimento aos exames admissionais e periódicos dos funcionários, mesmo em períodos de isolamento.

O uso da telemedicina nos exames ocupacionais trouxe agilidade e ruptura de processos que ficaram mais práticos e igualmente satisfatórios. Mas, além disso, a nova realidade propiciou mais segurança com o acompanhamento contínuo de trabalhadores.

Nesse sentido, a tecnologia tem grande relevância para o gerenciamento da saúde ocupacional e para a tomada de decisão dentro das empresas.

Como funciona o exame ocupacional por telemedicina

O atendimento da teleconsulta ocupacional é realizado por uma plataforma de videochamada. O acesso pode ser feito por smartphone, computador ou tablet, desde que tenham conexão à internet e um dispositivo de câmera.

A equipe de agendamento avalia quais exames podem ser realizados de maneira remota. Desta forma, é verificado o tipo de função, o nível de risco da empresa e qual exame será realizado – admissional, periódico, de mudança de função, de retorno ao trabalho ou demissional.

Os procedimentos da teleconsulta são os mesmos de um atendimento presencial. Sendo assim, o funcionário responderá um questionário em que o médico vai verificar questões relacionadas à saúde ocupacional, seguindo técnicas de avaliação à distância.

Segurança no atendimento

As consultas são gravadas e apenas médico e paciente têm acesso ao ambiente virtual. Além disso, o prontuário médico é armazenado em ambiente certificado.

O protocolo de atendimento obedece a uma série de normas internacionais, que incluem conceitos de telepropêdeutica. Também foram desenvolvidos métodos de aprofundamento da anamnese para a extração das informações necessárias para que o médico tenha segurança de atestar a aptidão do paciente.

Acompanhe também:

PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional

Atenção Primária à Saúde – qual a importância na pandemia